Performance Benninghoven “lá em baixo”.

Comissionamento de uma TBA 4000 com tecnologia ecologicamente responsável, em Yatala, Austrália

Yatala | Queensland, Austrália

As usinas de asfalto transportáveis da Benninghoven do tipo TBA são populares em todo o mundo, incluindo em Yatala (Queensland), onde a COLAS Australia Group comissionou uma TBA 4000. Com esse investimento, a empresa de construção de estradas tem como objetivo produzir materiais de mistura em quantidade e qualidade consistentemente altas e, como resultado, alcançar uma taxa de reciclagem de até 40% — e tudo isso com a maior eficiência energética possível. Além disso, a COLAS integrou um módulo de betume-espuma para a produção de asfaltos de baixa temperatura.

A tecnologia da Benninghoven assegura o cumprimento de todas as especificações nacionais na Austrália, assim como de todos os requisitos do cliente. Essa tecnologia é comumente denominada de “Warm Mix Asphalt”, em português “asfalto de baixa temperatura”. Como solução completa, na configuração selecionada, a TBA comprova suas qualidades como usina multifacetada, que são valorizadas por entidades exploradoras e usuários em todo o mundo.

Tolles Produkt

Destaques da TBA 4000 em Yatala, Austrália

TBA 4000
320 t/h

é a capacidade de mistura máxima da TBA 4000

Excelente performance da usina e tecnologia de reciclagem sofisticada

A COLAS Australia Group é um fornecedor líder de soluções sustentáveis para a construção e conservação de estradas. Para atender ainda melhor a essa demanda, a empresa de construção de estradas procurou um fornecedor de usinas de asfalto que cumprisse vários requisitos. “Escolhemos a TBA porque já tivemos experiências muito boas com três outras usinas de asfalto da Benninghoven. E, claro, também porque a usina permite uma alta produtividade e podemos reciclar nosso asfalto antigo”, relatou Thierry Madelon, CEO da COLAS Australia Group. “A TBA também atende a todas as outras especificações que exigimos.”

O grande responsável pela taxa de reciclagem de até 40% é o sistema de adição fria de adição multivariável. Esse sistema executa um doseamento por pulsos do asfalto antigo e triturado, de projetos de recuperação, diretamente no misturador de 4 t da TBA 4000. Dessa forma, são evitados choques de vapor, que são recorrentes no caso de contato entre grandes quantidades de material frio e quente. Além disso, o misturador e outros componentes da usina são protegidos.

Sustentável e energeticamente eficiente: a TBA 4000 da COLAS.

Adição multivariável

Reciclar a frio até 40% do asfalto antigo: destaques da adição multivariável

  • Sistema de adição de reciclagem a frio com adição cuidadosa e por pulsos no misturador
  • Consequente prevenção de choques de vapor por expansão do vapor de água
  • Proteção do material e dos componentes
  • Sistema patenteado (patente europeia EP 2554746B1)
  • Dosagem extremamente precisa graças à tecnologia de pesagem exata
  • Taxas de adição máximas na reciclagem a frio
  • Possibilidade de dosagem para todos os materiais a granel não aderentes — p. ex., Trindade, granulado de borracha, etc.


Adição de anel intermediário

O segundo sistema de adição de reciclagem integrado alimenta o asfalto antigo diretamente no tambor de secagem.

10 pré-dosadores e quatro depósitos de betume para uma ampla variedade de fórmulas

A COLAS considerou especialmente importante a possibilidade de trabalhar com uma ampla variedade de fórmulas de asfalto. “Nossos clientes são altamente exigentes em relação ao material de mistura. Dependendo da finalidade de aplicação do asfalto, é possível trabalhar com diferentes taxas de reciclagem. E dependendo da fórmula, também são necessários diferentes tipos de betume”, disse Cameron Nisbett, Diretor executivo da COLAS Queensland. As várias possibilidades de usinagem da TBA 4000 da COLAS, em Yatala, permitem o cumprimento desse requisito. Por exemplo, a usina possui oito pré-dosadores para mineral branco, em diferentes tamanhos de grão. O material reciclado está disponível em mais dois pré-dosadores, também em vários tamanhos de grão. Também no que diz respeito ao betume, existem quatro tipos com que a COLAS pode trabalhar, permitindo também a produção de fórmulas especiais. Os depósitos de betume necessários para essa finalidade são caracterizados por uma elevada eficiência energética, que a Benninghoven consegue atingir através do aquecimento elétrico em combinação com um isolamento de 300 mm de espessura.

“Com esse equipamento, em combinação com o gerador de fórmulas, podemos satisfazer todas as exigências de nossos clientes”, explicou Thierry Dulac, gerente de usina e de frota da COLAS Australia Group. O gerador de fórmulas é um dos muitos destaques do intuitivo sistema de controle BLS 3000 da Benninghoven. Aqui, o mestre de mistura pode fazer uma escolha a partir de fórmulas previamente armazenadas, sendo que toda a usina ajusta automaticamente todos os parâmetros para o material de mistura a ser produzido.

O gerador de fórmulas da Benninghoven é uma grande ajuda para o processo de adição de material reciclado. Essa opção de software do comando BLS 3000 da Benninghoven permite uma alteração dinâmica da taxa de reciclagem. Isso significa que os mestres de mistura podem, por exemplo, em qualquer momento, adicionar asfalto antigo a um trabalho iniciado com um teor de mineral branco de 100%, por meio de um controle deslizante. O teor de mineral branco, assim como todos os outros ingredientes da respectiva fórmula, nomeadamente betume, Filler, etc., ajustam-se automaticamente e a curva granulométrica do material de mistura permanece idêntica — sem interromper a produção nem alterar a fórmula e mantendo a consistência da temperatura e da qualidade.

No total, dez pré-dosadores (embaixo, na figura) e quatro depósitos de betume: a TBA 4000 da COLAS permite trabalhar com uma ampla variedade de fórmulas de asfalto.

O módulo de betume-espuma aumenta a eficiência energética

Além da tecnologia de reciclagem, um módulo de betume-espuma também contribui para uma operação energeticamente eficiente. Esse módulo permite à TBA 4000 produzir asfaltos de baixa temperatura. A principal diferença em relação ao asfalto quente convencional é uma temperatura de processamento e de pavimentação inferior em 20–40 °C. Assim, o processo de produção de materiais de mistura com o aglutinante betume-espuma melhora o balanço global de energia e reduz as emissões durante a produção de asfalto. Uma produção diária de 2.000 t permite uma economia de 1.800 l de óleo combustível ou um equivalente energético, assim como uma redução de 6 t de emissões de CO₂.

Para uma redução de temperatura na produção de asfalto, é necessária uma redução temporária da viscosidade do betume, que pode ser alcançada pela adição de água: através da mistura de betume quente com água no módulo de betume-espuma da Benninghoven, o betume cria uma espuma com uma dimensão muitas vezes superior a seu volume original. Devido a sua ampla área de superfície, a tecnologia também melhora a molhabilidade dos materiais rochosos.

O betume-espuma é dosado diretamente no misturador através da barra de injeção. Independentemente do processo de formação do betume-espuma, o processo de produção permanece inalterado. Assim, o betume-espuma beneficia não só o meio ambiente, como também as entidades exploradoras.

* Deutscher Asphaltverband e.V. (associação alemã do asfalto), guia de asfalto, asfaltos de baixa temperatura

“Graças ao módulo de betume-espuma, estamos mais perto de atingir nosso objetivo de economizar da forma mais sustentável possível — temperaturas de produção mais baixas também significam um menor consumo de energia — e, portanto, menos emissões de CO₂.”

Thierry Dulac, gerente de usina e de frota
COLAS Australia Group

Módulo de betume-espuma da Benninghoven: integrado na seção de pesagem e mistura, essa tecnologia permite a produção de asfaltos de baixa temperatura. Injetado no misturador, o aglutinante espumoso reveste de forma ideal o mineral ou o material reciclado graças a sua ampla estrutura superficial — e proporciona uma resistência duradoura.

Tecnologia comprovada do pioneiro em betume-espuma, o Wirtgen Group

O betume-espuma é um aglutinante estabelecido mundialmente, que desempenha uma função cada vez mais importante na construção e reparo de estradas, tornando-se o foco das autoridades de construção rodoviária e empresas de construção a nível internacional.

Vantagens do processo:

  • Proteção do meio ambiente graças a uma elevada economia de energia
  • Conservação de recursos através da redução do consumo de combustível
  • Proteção do material devido à redução do envelhecimento do betume e menor desgaste da usina
  • Vertente econômica devido aos baixos custos variáveis

O queimador da Benninghoven aumenta a flexibilidade

O EVO JET também contribui para a eficiência. Esse queimador da Benninghoven queima até quatro combustíveis diferentes. Basta pressionar um botão para alternar entre óleo combustível, gás natural, gás liquefeito, carvão pulverizado e combustíveis Biomass to Liquid (BtL). Esse processo confere mais independência às entidades exploradoras em relação aos mercados de matérias-primas e lhes permite escolher sempre o combustível mais favorável para a finalidade pretendida. Um moderno sistema de regulação de frequência garante um consumo de elevada eficiência.

Com a configuração selecionada para a TBA 4000, a COLAS Australia Group está pronta para superar os desafios do futuro. E os clientes da empresa australiana podem contar com materiais de mistura de primeira classe, produzidas de forma ecologicamente responsável com uma TBA 4000 .