SF 1000 C

30 anos e nem um pouco lenta

Elas realmente ainda existem: as boas e velhas fresadoras. Com muitos anos de estrada, tecnicamente obsoleta, mas ainda cheia de energia, pronta para operação e tão confiável quanto no primeiro dia. Na empresa Borkowski GmbH em Langerwehe, uma SF 1000 C de 1991 prova dia após dia que as fresadoras da Wirtgen cumprem sua promessa de qualidade mesmo depois de 30 anos.

Um tesouro antigo

Quando aquele tesouro antigo, bem conservado e pintado de azul brilhante saiu da garagem da fábrica, ficamos espantados. Uma enorme peça de aço que lembra um pouco uma pequena locomotiva a diesel velha – volumosa, quase grosseira em comparação com as fresadoras ergonômicas de hoje. Falta o teto, e não há sinal nenhum dos sistemas de assistência, câmeras ou equipamentos de alta tecnologia. Helmut Borkowski, um empresário independente desde 1990 e o orgulhoso proprietário dessa máquina magnífica, está acostumado a tais reações. “Uma vez, estávamos na fábrica da Wirtgen com a ilustre senhora, e todos foram chamados para fora da oficina para dar uma olhada nela. E no canteiro de obras, gostamos de ser abordados quando dirigimos nossa SF 1000 C. Mas ela ainda faz seu trabalho perfeitamente e está tão funcional depois de 30 anos quanto era antigamente!”

Ela vai durar até nossa aposentadoria. Não existe algo assim mais.”

Helmut Borkowski, Proprietário da Borkowski GmbH

A primeira máquina nova da Borkowski – e refinada para o desempenho desde o começo

Para a empresa Borkowski, a compra da SF 1000 C foi a primeira aquisição do ainda jovem empreendimento. “Essa foi nossa máquina principal, que usávamos dia e noite”, lembra Helmut Borkowski. Desde então, a máquina completou mais de 7 mil horas de operação. Seu recorde de fresagem é 3.200 m² em um dia – no início dos anos 90, isso era uma conquista de dar orgulho. Atualmente, a máquina é usada preferencialmente em canteiros de obras com áreas limitadas de 300 a 400 m². Embora seu desempenho em profundidade de fresagem tenha diminuído (de 10 para 8 cm), ela ainda é deliberadamente solicitada pelos clientes devido a sua capacidade de manobra e velocidade. “Ouço com frequência: É só enviar a máquina velha – dá para tirar a correia, dá para dirigir a um ângulo de 90 º – uma máquina tão grande nem consegue fazer isso.” Em relação a isso, a SF 1000 C até compete com a moderna W 50.

Fatos e números sobre a Borkowski GmbH, Fräsarbeiten für den Tief- und Straßenbau
Informações sobre a empresa
Nome da empresa
Borkowski GmbH, Fräsarbeiten für den Tief- und Straßenbau
Fundação
1990
Proprietários
Helmut e Rita Borkowski
Colaboradores
18
Máquinas Wirtgen
Fresadoras pequenas
10 peças
Fresadoras compactas
7 peças
Fresadoras grandes
4 peças
Cortador de juntas
5
Alimentador Vögele
1 (MT 3000-2i Offset)

Apaixonados pela fresagem

Não apenas Helmut Borkowski, mas também seus colaboradores Marco Mosebach e Udo Lehwald trabalharam na máquina desde o primeiro momento e cuidam da velha senhora como a menina dos seus olhos. “Ela é uma verdadeira veterana. Se ela fosse um carro, ela teria uma placa de relíquia histórica há muito tempo”, conta Marco Mosebach. “Começa com o volante fino. Todas as suas reações são um pouco lentas, nada é controlado eletronicamente, por isso há menos chances de dar defeito. É uma questão de sensação de direção e experiência. Você sente o que a máquina precisa. Compreensivelmente, a máquina é controlada somente pelos três “veteranos” da empresa. “O velho ditado alemão de maquinista é especialmente uma realidade aqui”, conta Marco rindo. “Basta olhar para o maquinista e para o tambor de fresagem. Assim você sabe com quem está lidando.”

“Eu logo percebo se há dois bits quebrados. Nem preciso olhar para o padrão de fresagem.”

Marco Mosebach, Colaborador da Borkowski desde 1990

Experiências compartilhadas que unem

Homem e máquina como uma equipe de longa data – é assim que você passa por uma ou duas situações bizarras. Udo Lehwald, que celebrou seu 30º aniversário de empresa no começo do ano ao lado da máquina, lembra-se de uma operação noturna de emergência em uma autoestrada coberta de neve. O tanque de diesel de um caminhão havia rompido. O combustível havia se espalhado pela autoestrada. "Um limpa-neves rapidamente organizado, um varredor e um espalhador acompanharam a SF 1000 C e a mim daqui até o local, por vários quilômetros, pois não teria conseguido passar de outra forma.” Entretanto, tudo correu bem e a máquina mostrou mais uma vez todas as suas capacidades.

Nunca economizar com a modernização

Desde o início, Helmut Borkowski tem dado grande importância a equipamentos de alta qualidade, e mesmo com a máquina original SF 1000 C não foi poupada nenhuma despesa com a modernização. Quando a retração automática da roda traseira direita se tornou padrão, a velha fresadora também foi obviamente incluída. A máquina não possui os sistemas de exaustão mais recentes, mas Borkowski foi um dos primeiros a atualizar todos os carregadores frontais para a tecnologia moderna. “No passado, quando você chegava em casa e tomava um banho, o banheiro ficava preto. Hoje você não vê mais nada disso.”

Tolles Produkt

Trabalhadores que não perdem tempo

Especialmente com a antiga SF 1000 C, em particular, sempre foram necessárias várias iniciativas individuais. Os colaboradores geralmente realizam os reparos por conta própria e não perdem tempo para encontrar soluções: por exemplo, os inventores da Borkowski construíram suas próprias placas de aço para proteger as mangueiras hidráulicas e as soldaram. Desde então, não houve falhas hidráulicas.

Tolles Produkt

O bom cuidado é tudo

Em especial, quando o assunto é falhas! É claro que houve pequenos incidentes: ora a embreagem quebrou, ora a corrente, ora a bomba ou uma mangueira hidráulica precisou ser substituída. Mas nunca houve, de fato, uma falha da máquina durante os últimos 30 anos, e a caixa de câmbio ainda é a original de 1991. O motivo para isso? Bom cuidado, o uso exclusivo de peças de reposição originais e certamente o coração e a alma que os colaboradores colocam na manutenção e conservação da máquina.

Tolles Produkt

Serviço de peças de reposição de primeira linha: sempre disponível, sempre orientado à solução

Como mecânicos e técnicos de máquinas treinados, Marco e Udo conhecem tudo sobre as dores e mazelas de sua veterana e sabem o que é importante. O fato de que ainda há peças de reposição originais da Wirtgen ajudo muito. E se for necessário, como aconteceu recentemente com uma falha da bomba, a equipe de assistência da Wirtgen verifica a parte de manutenção e a envia de volta com uma revisão geral dentro de um período muito curto.

Udo lembra com um sorriso um incidente no qual uma mangueira hidráulica se rompeu durante uma operação de fresagem à noite e a SF 1000 C estava bem em cima de dois trilhos do trem elétrico, sem poder se mover. Felizmente, ele tinha uma mangueira de reposição com ele, não se deixou afetar pela situação agitada e conseguiu liberar novamente o caminho após 45 minutos. Se ocorrer uma falha na obra, o serviço de peças de reposição da Wirtgen logo está no local.

“Esse é um ótimo serviço. Se algo der errado, a equipe de assistência logo chega, conserta e vai embora. Os pacotes de mangueiras ou similares não são mais necessários.”

Marco Mosebach

Um olhar sobre Windhagen – as pessoas se conhecem e apreciam umas às outras

O relacionamento com os “Windhageners” (como são chamados os habitantes de Windhagen) é extremamente próximo. Eles se conhecem há décadas e têm uma relação de trabalho muito boa. “Não só os desejos dos clientes são levados em consideração, mas também os de nossos fornecedores”, explica Helmut Borkowski. “É por isso que nos reunimos uma vez por ano para trocar ideias e discutir o que podemos melhorar ou como podemos resolver problemas juntos.” A Wirtgen também gosta de usar o amplo parque da frota de fresadoras da Borkowski para realizar testes realistas das máquinas mais novas no canteiro de obras, beneficiando tanto o fabricante quanto o cliente. A velha senhora SF 1000 C não desempenha mais nenhum papel nisso, mas ainda é de interesse para a Wirtgen do ponto de vista da sustentabilidade.


Não há motivo para olhar para trás: a moderna tecnologia Wirtgen é entusiasmante

Apesar de toda a nostalgia, a equipe da Borkowski certamente aprecia as vantagens das fresadoras modernas da Wirtgen. “O mais importante”, diz Helmut Borkowski, “é que está se tornando cada vez mais fácil para o operador da máquina. Os vários sistemas de assistência diferentes facilitam cada vez mais fazer um bom trabalho. O canteiro de obras está maior e mais simples, a corrente na parte traseira acompanha a direção, a produção por hora é maior.” “Mas”, acrescenta Marco, “também é divertido operar a velha tecnologia puramente mecânica. Dá para aceitar as restrições de conforto sem problemas.”

“As máquinas novas e a tecnologia são um sonho. É incrível e bem divertido.”

Helmut Borkowski e Udo Lehwald

As azuis da Borkowski: posicionadas de forma ideal para cada desafio

A empresa Borkowski cresceu junto com o portfólio do Wirtgen Group, inclusive porque as exigências foram ampliadas, e a pressão do tempo aumentou. O parque de máquinas inclui dez fresadoras pequenas Wirtgen, sete fresadoras compactas Wirtgen, quatro fresadoras grandes Wirtgen e um alimentador Vögele, todos prontas para operar a qualquer momento. As modificações, que costumavam ser uma prática comum, têm sido amplamente dispensadas e se limitam à troca dos tambores de fresagem – e isso também se tornou muito mais conveniente graças aos sistemas de troca rápida.

Hoje, as máquinas “azuis”, uma escolha deliberada de cor, a propósito, para distingui-las visualmente de seus concorrentes no mercado, são uma visão comum nos canteiros de obras do estado da Renânia do Norte-Vestfália. Seja a remoção de superfície, perfilagem, pavimentação de estradas, fresagem de ranhuras, o espectro de aplicações é amplo. E se você olhar bem, com um pouco de sorte vai encontrar uma das máquinas mais antigas da história da fresagem: a SF 1000 C.

SF 1000 C em números
Geral
Largura de fresagem
1.000 mm
Profundidade de fresagem máx.
0 - 100 mm
Acionamento
Roda
Correia de carregamento
Correia de carregamento traseiro
Tambor fresador
Espaçamento entre ferramentas
15 mm
Número de ferramentas de fresagem
80
Diâmetro de corte
504 mm
Inclinação do tambor
máx. 5°
Características de deslocamento
Marcha de fresagem
0 - 13 m/min
Marcha de deslocamento
0 - 10,5 km/h
Capacidade de subida em marcha de deslocamento
15%
Capacidade de subida em marcha de fresagem
22%
Motor
Fabricante do motor
Deutz
Tipo
BF 6 L 913
Potência do motor
104 kW / 139 HP / 142 PS
Pesos
Peso operacional
13.930 kg
Carga do eixo dianteiro
aprox. 5.900 kg
Carga do eixo traseiro
aprox. 7.400 kg
Capacidade de preenchimento
Tanque de combustível
190 l
Tanque de óleo hidráulico
85 l
Tanque de água
440 l